top of page

Sem crise !


Fernando Tolentino***


A frase " A crise na educação do Brasil não é uma crise , é um projeto " é atribuída ao saudoso Professor Darcy Ribeiro, fiel escudeiro do imprescindível Leonel Brizola na jornada de construção dos CIEPs do Estado do Rio de Janeiro .

Desde quando os discípulos do finado Olavo de Carvalho fizeram do MEC seu bunker, deram início a Guerra Cultural em um novo estágio do projeto de sabotagem da educação brasileira .

A Guerra Cultural, termo usado pelos reacionários que Bolsonaro tirou do armário, tem como campos de batalhas as escolas e universidades públicas . Professor é um potencial doutrinador no qual necessita ser amordaçado e o espaço físico das universidades passaram a promover balbúrdia.

Assédio moral e perseguição política crescem contra os profissionais da educação pública e as comunidades escolares desqualificam as escolas com denúncias que são tratadas pela administração pública conforme a inquisição da Santa Igreja de Roma.

Os capitães do mato da administração pública são a lei, o juiz, o promotor e o carrasco em uma espécie de Tribunal do Santo Ofício.

A consequência deste estado de coisas é o crescente adoecimento dos trabalhadores da educação pública. Escola particular comercializa elitização, então não é o mesmo que educação.

Ainda é possível esperançar e a organização institucional dos trabalhadores tem um potencial transformador neste processo. Divididos continuaremos a ser degraus para os protofacistas avançarem com seu projeto de submeter as crianças brasileiras às trevas da ignorância, da miséria, da fome e analfabetismo funcional.

Só a luta coletiva muda a vida !


Fernando Tolentino.

Dirigente do Sindserv-SBC e da Coordenação Estadual da INTERSINDICAL SP

120 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page