top of page

Queremos esclarecimentos sobre a morte de Isadora


Na data de 13/05/24 , o professor Aldo dos Santos, Diretor Estadual da Apeoesp e Jaime Fregel, Advogado Membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB, estiveram em reunião com o Promotor de Justiça Criminal, Dr Diogo, o qual cumpre a função de Investigar a tragédia que vitimou a criança de 5 anos de idade, Isadora Custódio , Boletim de Ocorrência LY5126-1/2023 que corre pelo Segundo Distrito Policial de São Bernardo, B. Rudge Ramos, menininha que faleceu após a queda de um grande TRONCO, sic, de árvore na área de recreação da EMEB Lauro Gomes, perigo este que foi alertado antecipadamente ao Prefeito Orlando Morando Junior, através de diversos ofícios no decorrer de dois anos e através de cartas escritas por crianças, solicitando a poda daquelas árvores. Tais notificações não foram atendidas por Morando, ou seja, pela atual administração municipal de São Bernardo do Campo . Anteriormente realizamos também reunião com o juiz do caso, Dr Edegar de Souza, da Terceira Vara Criminal . Na promotoria, foi discutido sobre a lisura e transparência na apuração da morte da criança. Foi falado sobre a “comoção social “ e da perda da vida de uma menina de 5 anos . À comissão de Direitos Humanos da OAB e a APEOESP , não tiveram acesso a apuração, pois tal não foi concedido pelo Ministério Público sob o argumento que tais processos são sigilosos. Lembramos as autoridades que a sociedade necessita o esclarecimento acerca do ocorrido e a responsabilização de agentes, caso tenha havido negligência. À Comissão de Direitos Humanos da OAB e a APEOESP, continuará acompanhando o caso até que haja acesso e o desfecho com a devida honestidade nas ações.



Nota sobre as apurações.

473 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


naoperes
naoperes
May 26

Os dois anos de denúncia e descaso da prefeitura, são provas cabais de quem são os responsáveis. Além disso, a falta de transparência no processo, indica quem estão protegendo.

Like
bottom of page