O EUA FASCISTA...Heba Ayyad



Olhando por baixo do nariz de sua elite coletiva para o resto do mundo, constantemente se cercando com nações de inimigos em todos os lugares, o estado de segurança nacional dos EUA é profundo e irremediavelmente fascista.


Existem americanos e existem aqueles demônios que habitam os níveis de elite dos EUA tanto dentro do aparato de segurança do estado quanto aqueles que supostamente os controlam. Cada um conta ao outro as mentiras que os mantêm igualmente insanos.


Acima das agências de inteligência, a hierarquia política, profundamente dentro de sua ignorância de pensamento de grupo, espalha incessantemente uma parede de desinformação que se auto-reforça uns aos outros. Os temas são monotonamente repetitivos:


1. Os EUA como salvador global, infinitamente bom, protetor de todos os valores decentes em todos os lugares.


2. Os EUA, excepcionais em tudo, uma presença santa guiada sempre por Deus.


3. EUA, servos de Deus, santos, sábios, sacrificando tudo pelo bem da humanidade.


4. EUA, a espada de Deus, destruidores dos maus inimigos da humanidade, o mais sagrado dos santos.


5. Todos os outros além de nossas costas são inimigos inferiores e potenciais a serem destruídos.


6. Não temos nenhuma razão para duvidar de nós mesmos ou de nossos motivos, pois nunca somos maus como nossos inimigos, somos os poucos escolhidos de Deus.


Aqueles que não têm a menor dúvida sobre sua bondade são capazes do mal mais hediondo que se possa imaginar.


Essas poucas elites dos EUA, ocupando as posições de comando da sociedade norte-americana, são totalmente fascistas em sua mentalidade, tão fascistas quanto qualquer um que os precedeu na Alemanha ou Itália. Pois eles estão imbuídos de perfeição auto-concedida, sabedoria divina não inspecionada e uma missão interminável de atacar todas as formas daqueles que eles percebem como de menor valor e existência.


Não pode haver fim para seu trabalho, pois todos são percebidos como inferiores a eles.


Nenhuma atrocidade será posta em questão quando perpetuada por eles, pois é a obra sagrada que eles juraram realizar e levar à sua conclusão final.


A tortura torna-se simplesmente "técnicas de interrogatório aprimoradas".


Os prisioneiros não são mais prisioneiros que exigem os direitos que lhes são conferidos pela Convenção de Genebra, mas passam a ser "combatentes ilegais".


Mas tal é o status daqueles que criam o mal dessa forma que a chamada "Comunidade Internacional" quase nada diz.


Pois eles são seus amigos fascistas,.. amigos fascistas dos EUA.


Sacrossanto. Infalíveis porque precisam ser vistos dessa forma. E protegido para fazer mais mal que o futuro requer.


Isso é o que se entende por "todos os meios necessários", a permissão para fazer a guerra. Supõe-se que isso seja concedido apenas pelas Nações Unidas em circunstâncias extraordinárias.


Mas a elite fascista dos EUA se considera muito acima dessas entidades que se preocupam em preservar a paz ou os direitos humanos.


O estado fascista dos EUA faz o que quiser, sempre que quiser, de quem quiser.

As Nações Unidas são uma mera irritação para ele, uma pedra de tropeço para seu interesse próprio e seu desejo de usar todo mal visível e encoberto imaginável para atingir seus objetivos.


É o principal estado terrorista do mundo.


É o instigador da grande maioria dos atos destrutivos em todo o planeta.


Tem dezenas de milhares de funcionários dedicados a espalhar o medo e abrir um caminho para o assassinato em massa e a destruição de nações.


É a caveira cheia de sangue, santo e sorridente que oferece a você um “Tenha um bom dia” antes de destruir tudo o que você já amou.


É o estado fascista dos EUA, fabulosamente rico, insuportavelmente untuoso, horrendamente


letal e brutalmente autocomplacente.


Heba Ayyad - Escritora, poeta e jornalista Palestina.











21 visualizações

@ 2020 ABC DA LUTA 

OS TEXTOS PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS AUTORES