top of page

Secretaria de Educação: muitas empresas, Grandes Negócios!



Aldo Santos***



As eleições e os grandes balcões de negócios é o que presenciamos na Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.


Falar de idoneidade ao governador é uma grande piada, neste contexto, este Secretário de Educação é uma figura abjeta, um mau exemplo pra educação brasileira e um parasita do serviço público, cujo objetivo é sucatear a máquina pública, avançar na privatização, para fazer grandes negócios à custa do erário público.


Este Secretário não tem mais condições de continuar a frente de uma secretaria importante como esta, pois não dispõe de honestidade intelectual ao negar a importância dos livros didáticos aos alunos do Estado, ao consentir, estimular e implementar na prática a deduragem da gestão sobre os professores/as, certamente projetando nos professores aquilo que ele representa, “a desonestidade e incompetência”, não cumprir as promessas feitas em audiência pública na Alesp, ao não coibir o vazamento e implantação de aplicativo em em sua secretaria à revelia dos educadores e educandos e ao usar descaradamente a máquina publica para interesses particulares conforme denúncias na grande imprensa.


Segundo publicações, na Secretaria da Educação, com Renato Feder, continuam as negociações com empresas ligadas ao mesmo, mesmo no período de sua gestão, burlando a lei e a fé pública, contando ainda com a complacência da justiça e tribunal de contas do Estado.


Neste sentido, é fundamental colocarmos o bloco na rua em defesa da educação pública, gratuita, laica, democrática e de qualidade, antes que seja tarde.


Ninguém merece este secretário; ninguém merece esse processo de silenciamento diante do ataque aos trabalhadores/as, similar a escravidão nas escolas do Estado de São Paulo.


Devemos discutir urgentemente a deflagração de uma potente greve pela revogação do novo Ensino médio, contra Tarciboso e Feder e por uma educação libertadora, valorização dos educadores/as e fim do pacote de maldades dos sucessivos governos que vem tentando destruir a educação pública no Estado de São Paulo.


LUTAR, RESITIR E DERROTAR O NEOFASCIMOS É PRECISO!


Aldo Santos - Membro da Diretoria Estadual da APEOESP, Diretor de relações sindicais da Aproffesp, Vice Presidente da Aproffib e militante do Psol.

250 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page