top of page

Meu muito obrigado pelo que aprendi na vida com gente de fé e luta!


Chico Gretter***


Agradeço a todos/as que me dão ou darão parabéns pelo meu aniversário, hoje, 09/04; devo dizer e agradecer à vida que a consciência e a luta por um mundo mais justo e fraterno começou bem cedo, acho que aos sete anos de idade quando um mendigo passou na minha casa, lá no sítio em Cianorte, PR, pedindo comida, pois estava com fome; não sabia ainda o que era passar fome. Ao vê-lo tomar a caneca de café e comer em poucos segundos metade daqueles pães italianos que minha mãe fazia no forno e que mediam uns 30 cm, tendo como recheio manteiga caseira e um maço de cebolinha que ele havia pegado nas falhas do cafezal, foi que conheci a fome no outro e esta foi a primeira grande injustiça desse mundo que me tocou e me revoltou.

Daquele fato para cá, durante toda a minha vida, vendo tantas outras maldades que existem em nossa sociedade, nunca mais deixei de lutar por justiça e fraternidade, primeiro como católico nas CEBs, depois nos seminários e na comunidade de Filosofia dos padres jesuítas, em Campinas e no Rio de Janeiro, nas favelas e bairros pobres de lá. Depois como professor/trabalhador, músico, militante sindical e político.

Certamente muitos de vocês tiveram uma trajetória parecida como a minha e espero estar com vocês para continuar a luta por um mundo melhor até que a saúde, a vida e, enfim, a morte nos permitir!

Antes de terminar, quero partilhar com vocês um dos meus maiores legados que recebi e tenho como um dos maiores valores. Após experiências, vivências e os estudos de Filosofia, História, Sociologia, Literatura, conheci e me juntei aos amigos socialistas por onde passei! Este legado pretendo levar para o forno de cremação, pois pedi para ser cremado quando morrer; e por onde minhas cinzas forem jogadas, numa praça, num rio, na floresta ou no mar, lugares que sugeri. Mas não me importarei se as jogarem nos asfalto de alguma avenida de São Paulo, ou numa ruazinha de uma vila do interior!

O SOCIALISMO, marxista-humanista, não acabou, como dizem os da direita conservadora e fascista, assim como propalam pela mídia os neoliberais capitalistas. Não, o Socialismo não acabou, pois uma Utopia verdadeira não morre; porém é bem visível que quem está acabando com o mundo, a vida, as relações humanas fraternas e a Natureza é o capitalismo financeiro predador, explorador, acumulador de riquezas nas mãos de poucos e propagador do ódio, das guerras, do consumismo escravizante e lucro insaciável!

Por isso lutamos contra esse sistema perverso, injusto, maquiavélico, falso, que destrói o mundo, as relações humanas e os Direitos Humanos que devem ser de todos e de todas! O tal “mercado” não pode mandar nas nossas vidas, nossos valores e consciências. Temos de reagir a esse “império da exploração e da mentira”.


Obrigado pelo parabéns! A luta continua, companheiros e camaradas!


Prof. Chico Gretter - no dia do seu 67° aniversário, em Sampa, de todos os povos e ritmos!


* Chico Gretter é professor de História e Filosofia há 35 anos, com mestrado em Filosofia e História da Educação, músico popular, Conselheiro Estadual da APEOESP e presidente da APROFFESP.


172 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page