Dezembro de 2021 aqui no sul e extremo sul da Bahia...




Por: Joaquim Neto***



Alô Noé!!


Dezembro de 2021 aqui no sul e extremo sul da Bahia, nordeste de Minas Gerais (vales do Jequitinhonha e Pardo)... 15 dias chuvosos. Muito chuvosos!! Chuvas contínuas!! Cheguei, confesso, ligar para Noé. Pensei: Novo dilúvio? Ufa! Hoje, 29 de dezembro, uma aragenzinha! Oxalá voltemos à normalidade climática. A meteorologia informa que a partir de hoje... Quem sabe... É apenas uma previsão!!


A ciência exibe já a algum tempo que este planetinha azul (terra) por ação antrópica (dos homens) não é mais o mesmo de outrora. Está descompensado, imprevisível. Está mais do que provado: o desmatamento da floresta equatorial (amazônica) influência o clima não só lá como sudeste e sul do Brasil. Neste momento a meteorologia fala muito no fenômeno do "el nino" e/ou "la nina"...


É preciso que nós, brasileiros, tenhamos, de uma vez por todas, uma maior consciência ecológica, senão, daqui pra frente "o bicho vai mesmo pegar"!! Fenômenos climáticos/meteorológicos como estes ocorridos aqui no Sul e extremo Sul da Bahia serão cada vez mais frequentes.


A ideia da "Hipótese Gaia" precisa esta' presente em nossas consciências. A terra é um grande bioma, um grande ecossistema que, nos últimos anos, por ação dolosa da espécie "sapiens" esta' se descompensando. Ponto. É fato. As consequências são manifestas: seca no sul do Brasil, massas de ar se formando e se deslocando abruptamente e causando estragos como estes que a Bahia registra. Milhares de pessoas desabrigadas, sem água potável...um caos!!


O atual governo federal, insensível, vira "as costas" à Bahia e vai para Santa Catarina curtir férias...


É preciso, creio, ação do Estado , mas não basta. Faz se necessária uma certa consciência cidadã coletiva ("ccc")!! A população europeia hoje está muito mais preocupada com a Amazônia (a devastação avarenta, capitalista...) do que nós, brasileiros e brasileiras. Nós precisamos ocupar as praças e avenidas em defesa de um desenvolvimento sustentado sob pena de pagarmos, quem sabe!, com as nossas próprias vidas!


Em 2022, 200 anos da independência política do Brasil... talvez (tomara!) seja um ano que a luta ecológica nos levará às ruas. Há outras lutas prementes, eu sei, como a luta contra a carestia neste momento, contudo não dá mais para subestimarmos a luta ecológica. Os recursos naturais (as nossas florestas...) são importantes e finitos. A conferência das Nações Unidas ( Eco 92 ou Rio 92) já naquela época (quem não se lembra?) chamava atenção para o desequilíbrio (mudanças climáticas) que ocorriam aqui neste nosso planetinha azul!!


É triste, muito triste, vê nossos irmãos pobres "jogados e jogadas" como lixo que se amontoam nas periferias de nossas cidades aqui da Bahia. Preciso ressaltar aqui o papel do governador do Estado (Rui Costa). Praticamente transferiu o seu gabinete para a região mais sofrida e acompanha de perto toda essa tragédia humanitária. Por um Estado forte que cuide do meio ambiente e neste estou eu, está você, estamos nós!!


Alô Noé! Atenta o telefone!! Pelo amor de Deus!! Pegue o seu barco e para cá (Sul e Extremo Sul da Bahia) embarque!! Estamos de ti precisando neste momento. Presta-nos este adjutório! Contamos com você Noé!!


É isso!!



Joaquim Netto. Filósofo, Advogado e Médico.



69 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo