Ainda continuo preferindo um ateu humanista...


Por: Professor Fagundes.


Muito triste com a fala totalmente preconceituosa do ministro da Educação e pastor evangélico Milton Ribeiro. Esse senhor, totalmente sem empatia, disse que "alunos com deficiência atrapalham a educação dos outros alunos". Isso é puro preconceito, falta de empatia e de saber pedagógico. Crianças com deficiência não atrapalham em nada na formação dos outros, pelo contrário, elas ajudam na educação e formação dos colegas.


A escola é um direito de todos, dever do Estado e dá família, e seu maior princípio é de efetiva inclusão


No Brasil, há 25 milhões de crianças com deficiência leve ou moderada, 12 milhões com algum tipo de deficiência severa, e todos têm o direito de serem incluídos na sociedade.


Ninguém aprende sozinho, não aprendemos na homogeneidade, aprendemos com a diferença e na diferença, até porque vamos viver em um mundo onde ninguém é igual a ninguém, crianças deficientes ajudam em vários fatores na formação dos outros colegas.


Salas com criança deficiente são salas mais criativas, mais dinâmicas, mais sensíveis, mais acolhedoras... Esqueceu totalmente dos principais preceitos humanos que é: amor ao próximo e empatia!!


Ainda continuo preferindo um ateu humanista, acolhedor, verdadeiro e coletivo, do que um cristão individualista, preconceituoso e hipócrita.


Triste essa fala de um ministro que se diz pastor! Sabe nada dos preceitos religiosos e pedagógicos! Vergonha alheia .


Professor Fagundes.

112 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo