Reintegração de posse de famílias na Lulaldo foi adiada.


Segundo áudios que recebi, os mesmos afirmam que graças a mobilização dos moradores a reintegração foi suspensa, sendo os moradores notificados para um novo prazo de 15 dias.

Para o companheiro Ivo Macedo, Vice-presidente da Associação dos Moradores da Vila Lulaldo, ”Os caras vieram com um aparato para tirar, para derrubar mesmo. O Dr. Epaminondas foi pra cima, notificaram as famílias e agora temos 15 dias para correr atrás e resolver a situação dos moradores. Tem que correr atrás de outras alternativa, pois eles vão voltar”.

A Rosângela Marques informou: “Olá pessoal, acabei de chegar agora da Vila Lulaldo, a reintegração foi adiada, tá bom. Não houve o ato, e todas as 23 famílias foram notificadas e estão sendo orientadas pelo movimento social e pelo Advogado do movimento, Dr Epaminondas que estava lá desde cedo, acompanhou tudo e fui informada que ele entrou com agravo de instrumento contra essa liminar e conseguimos assim um folego para essas famílias verificarem como recorrer. Eu falei que estaria informando a comissão e fui como ativista do movimento, pois conheço a maioria dos moradores que moram lá. Mas eles pediram o acompanhamento da Comissão de Direitos Humanos da OAB de São Bernardo do Campo. Qualquer novidade eu informo.”

Recebi inúmeras manifestações de solidariedade e de encorajamento para os moradores em luta. Outra manifestação que recebi e transcrevo, foi da Jornalista Ana Valim: “ Incrível, em vésperas do Natal, o prefeito Orlando Morando, católico, frequentador assíduo da missa de domingo no cemitério da Vila Euclides, mandando desalojar famílias. Imagine se ele fosse proprietário do estábulo onde Jesus nasceu, a pobre família de Nazaré certamente seria colocada na estrada. A luta pelo direito à moradia continua!!!!!! “.

No dia 03 de dezembro de 2020, a ocupação da Vila Lulaldo completou 31 anos de existência, com lutas e resistência. Uma comunidade experiente e forjada na luta ao lado dos moradores e da população pobre em geral.

Mesmo impossibilitado de estar fisicamente presente, quero saudar a diretoria desta entidade e as famílias em luta, que não medem esforços na organização, mobilização e articulação de efetivos apoios a luta da nossa classe.

Lutar, Resistir e vencer é preciso!


Aldo Santos- Militante sindical, do movimento social e da luta Partidária

53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

@ 2020 ABC DA LUTA 

OS TEXTOS PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS AUTORES