Caos...


Por: Sirlene Vieira*



A luz aumentou

E a escuridão permanece

E as mortes? já se esquecem...


O gás disparou

Os banhos diminuíram

E as mortes? Já se esquecem...


A comida encareceu

A cesta básica já nem dá mais

E as mortes? Já se esquecem...


A fome cresceu

Porém não falta o pão devido ao nosso irmão

E as mortes? Já se esquecem...


A gasolina subiu

O transporte lotado impede o distanciamento

E as mortes? Já se esquecem...


O emprego diminuiu

Famílias vivenciam seus piores momentos

E as mortes? Já se esquecem...


A vacina atrasou

Por negligência do presidente

E as mortes? Já se esquecem...


O povo estagnou

Mas alguns protestaram com muita garra

E as mortes? Já se esquecem...


O último verso não será pretérito!!!



Sirlene dos Santos Vieira. Formada em Letras e Pedagogia, professora de Língua Portuguesa e Língua Espanhola na rede particular de ensino, professora do cursinho popular Marielle Franco.

89 visualizações0 comentário