Servidores do Estado de São Paulo protocolam pedido de impeachment de João Dória



Por : Aldo Santos .

O Deputado Estadual do PSOL, Carlos Giannazi, e dezenas de entidades protocolaram pedido de impeachment do governador do Estado, João Dória do PSDB, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

O ataque ao funcionalismo por este governo é uma triste realidade cotidiana e o descontentamento é generalizado em todo Estado por parte dos servidores e da população.

No âmbito da educação, Rossieli usa e abusa da autoridade fazendo mudanças na rede estadual agindo com absoluta tirania contra os educadores da educação.

A aprovação da reforma da previdência estadual foi muito grave, aprovada em março mediante um forte aparato repressivo contra os servidores e decorreu daí o aprofundamento de golpes contra os servidores com a aprovação do decreto 65021/ de 21 de junho deste ano.

Alegando déficit atuarial (!?), o referido decreto sentencia os aposentados e pensionistas, confiscando criminosamente elevado percentual do defasado salário dos aposentados/as que estão com os salários congelados há anos. As entidades do magistério paulista - CPP, AFUSE, APASE e APEOESP - recorreram juridicamente para anular os efeitos através de uma ação coletiva. Ainda aguardamos o julgamento do mérito da referida ação.

Além dos confiscos, instituiu o calote no pagamento dos precatórios, aumentou a alíquota de contribuição ao IAMSPE e extinguiu várias autarquias de caráter social.

Em relação a educação, também defendemos a demissão do atual secretário da educação a bem do serviço público, por conta das inúmeras maldades que tem implementado na rede estadual; como mentor da educação no governo Temer, Rossieli Soares procura implementar em São Paulo uma política neotecnicista que desmonta da educação pública, sucateando-a, para beneficiar as empresas educacionais privadas que avançam sobre o setor público para lucrar.

Diante de governos truculentos e autoritários, de conteúdo fascista, a exemplo do governo Bolsonaro, que governam sem levar em conta a opinião e a vontade da população, o último recurso que nos sobrou foi protocolar na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo o pedido de impedimento do governador João Dória Jr.

Desta forma, nossa luta deve ser intensificada pelo Fora Bolsonaro/Mourão, acrescida agora com o impedimento de João Dória.

Todas as entidades e correntes políticas devemos manifestar nosso apoio ao conjunto dessas lutas sem titubear!

*Aldo Santos – Coordenador da Subsede da APEOESP/SBC, membro da APROFFESP/APROFFIB e militante do PSOL.

219 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo