Rumo a Catanduva...

Atualizado: 17 de mai.


Por: Josafá Rehem Nascimento Vieira*...



O livro do professor e lutador Aldo Santos é um excelente antídoto para tempos como os atuais! É um libelo que defende a solidariedade, a alegria e a resistência. Parte de um relato que já nasce coletivo. No sentido de que, ao apresentar sua trajetória dramática de êxodo e de luta pela sobrevivência; familiares, amigos, colegas de ofício e até adversários compõem o lençol coletivo de sua labuta.


A força do texto possui muitas colunas de escrita engajada. A apresentação sutil da rebeldia como a ferramenta "dos de baixo" no conceito do professor Florestan Fernandes.

A apresentação de uma família real e suas contradições da vida concreta.

O material produzido pelo jovem Aldo sugere , talvez, a necessidade de apresentar outras estações. A curiosidade de saber como os vários "Aldos" de estação em estação foi forjando denúncia e renúncia. Mas principalmente como que se sintetiza o Educador do Povo(com o povo) num processo dialético de Anunciar a necessidade e urgência de um outro mundo. Quando o professor Sader apresentava " Outros autores..." pra cena social brasileira, com certeza a experiência apresentada pelo menino/jovem/observador Aldo Josias.


Os problemas de educação, habitação, emprego, saúde; tudo amalgamado como uma crônica coletiva e a busca das soluções; também coletivas!

Que esse material possa encorajar toda essa gente oprimida a construção de outras formas de (re) existência! Gratidão!



Josafá Rehem Nascimento Vieira: Educador da rede pública estadual desde 1989 e educador da rede pública municipal desde 1995. Sua atuação tem sido combinada junto a diversos movimentos de Cultura, Lazer e Recreação. Militante da Apeoesp desde o ano de 1998. Ocupando na atual gestão papel de Coordenador na Gestão Compartilhada da Subsede São Miguel/Itaim.

111 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo