REFLEXÕES SOBRE OS MANDAMENTOS



Por: Prof. Chico Gretter.



Bem-aventurados os que creem: uma sátira religiosamente incorreta

Os Dez Mandamentos da Lei de Deus

Eis aqui os Dez Mandamentos, ditados por Deus e escritos na pedra por Moisés, depois registrados na Bíblia, no livro de Êxodo.

Deus falou, e foi isto o que ele disse a Moisés no Monte Sinai:

* Meu povo, eu, o Senhor, sou o seu Deus. Eu o tirei do Egito, a terra onde você era escravo. Não adore outros deuses; adore somente a mim.

- Não faça imagens de nenhuma coisa que há lá em cima no céu, ou aqui embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra.

- Não se ajoelhe diante de ídolos, nem os adore, pois eu, o Senhor, sou o seu Deus e não tolero outros deuses. Eu castigo aqueles que me odeiam, até os seus bisnetos e trinetos.

- Porém sou bondoso com aqueles que me amam e obedecem aos meus mandamentos e abençoo os seus descendentes por milhares de gerações.

* Não use o meu nome sem o respeito que ele merece; pois eu sou o Senhor, o Deus de vocês, e castigo aqueles que desrespeitam o meu nome.

* Respeite o seu pai e a sua mãe, para que você viva muito tempo na terra que estou lhe dando.

* Não mate.

* Não cometa adultério.

* Não roube.

* Não dê testemunho falso contra ninguém.

* Não cobice a casa de outro homem. Não cobice a sua mulher, os seus escravos, o seu gado, os seus jumentos ou qualquer outra coisa que seja dele. (Êxodo 20:1-17)

* Guarde o sábado, que é um dia santo. Faça todo o seu trabalho durante seis dias da semana;

- Mas o sétimo dia da semana é o dia de descanso, dedicado a mim, o Senhor, seu Deus. Não faça nenhum trabalho nesse dia, nem você, nem os seus filhos, nem as suas filhas, nem os seus escravos, nem as suas escravas, nem os seus animais, nem os estrangeiros que vivem na terra de vocês.

- Em seis dias eu, o Senhor, fiz o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles, mas no sétimo dia descansei. Foi por isso que eu, o Senhor, abençoei o sábado e o separei para ser um dia santo.


REFLEXÕES SOBRE OS MANDAMENTOS

- O “Deus de Israel” não era bem o “Deus de Amor” pregado por Jesus, considerado O Cristo (Ungido de Deus); Ele (Yahweh: Javé, Jeová, Eloin, Adonai, etc.) amava somente SEU povo e era extremamente vingativo com aqueles que não o adoravam...

- O “Deus de Israel” fazia questão de afirmar que Ele era o Único Deus, que não aceitava concorrentes e ameaçava quem o quisesse confrontar. Aliás, o monoteísmo é tido como a maior contribuição do povo Hebreu para a auto compreensão da Humanidade (desde que esse ÚNICO Deus seja Javé, é claro!)

- Javé (vou usar essa denominação mais conhecida entre os cristãos...) abençoou e deixou claro que a propriedade privada era sagrada, inclusive composta por filhos, mulheres, escravas/os, animais, terras, estrangeiros imigrantes, etc.

- Logo, podemos concluir que Javé era machista, escravista, xenófobo...

- Pedia para que honrássemos nossos pais/mães para viver muitos anos sobre a Terra e não necessariamente para ganhar o “Céu”!

Podemos não concordar com muitas coisas desses “dez” mandamentos (eram dezenas...), mas três deles são fantásticos e devemos agradecer a Moisés por tê-los escrito na pedra e na Torá:

1) Não tomar o Santo Nome de Deus em vão, não usar o nome dele, não ficar repetindo o seu nome por aí, muito menos iludir e enganar as pessoas usando o Seu nome em vão e ganhar dinheiro com isso. Javé não concedeu franquia a ninguém e a nenhuma igreja, seja ela católica, ortodoxa, protestante, anglicana, pentecostal, etc., etc.

2)Não levante falso testemunho contra seus semelhantes (calúnia, difamação, fraudes processuais de juízes, mentiras, fofoca, “fake News”, etc.).

Obs: é fato que o mandamento acima nunca foi seguido pelo povo judeu e por nenhum outro povo na História da Humanidade; sem comentários!

3) Javé, embora defensor da propriedade privada e do “capitalismo primitivo” institui o sábado como DIA DE DESCANSO de seu povo, pois até ele descansou no sétimo dia. Afinal, ninguém é de ferro e por isso que dizem as boas línguas, “Deus é brasileiro”, mesmo que o Papa hoje seja argentino, um pequeno deslize do Criador...kkk!

Este último mandamento, com certeza, foi excluído das Bíblias com a Reforma Protestante (A ética protestante e o espírito do capitalismo, Max Weber...) e o surgimento do Capitalismo, já que os trabalhadores, sejam judeus, muçulmanos, budistas, umbandistas, Kardecistas, ateus e agnósticos, todos nós trabalhamos de domingo a domingo para a glória do “deus acima de todos”, o “deus mercado”, o “deus do capital”, o “deus da grana” dos capitalistas!

Perdoem-me, meus amigos e amigas, por esse texto literário, essa paródia satírica em que incorri num pecado mortal ao usar o nome de Deus em vão. Mas tudo bem, isso está na moda mesmo e acho que vocês podem me perdoar, lembrando aquela frase dita por um tal Jesus de Nazaré quando morria pregado na cruz há dois mil e vinte anos atrás, no Gólgota de Jerusalém: “Pai, perdoa-lhes porque eles não sabem o que fazem”!

Jesus, permita-me discordar de vossa divindade, data vênia, pois eu sei o que estou fazendo e os que fazem o que fazem também sabem muito bem o que estão fazendo de mal ao povo, embora, não reconheçam isso devido à sua dissimulada hipocrisia. Com esse tipo de gente, o tal Jesus de Nazaré não queria conversa, não tinha perdão! “Ai de vós, fariseus hipócritas!” (Mateus 23, 13 – 37).

Por isso o crucificaram e, segundo a tradição judaica, foi retirado da cruz antes do início do Sábado Sagrado para os judeus e seu corpo escondido por José de Arimatéia, um nobre fariseu, amigo do Mestre. Depois espalharam a notícia de que ele havia ressuscitado, no que muitos acreditaram e acreditam até hoje, amém!

Se não ressuscitou de verdade, devemos reconhecer que foi uma grande jogada de marketing, não é!? Usem máscara!


*Francisco P. Greter é filósofo, agnóstico, professor há 35 anos, com mestrado em História e Filosofia da Educação pela FEUSP (1997), da Diretoria da APROFFESP – www.aproffesp.blogspot.com

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

@ 2020 ABC DA LUTA 

OS TEXTOS PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS AUTORES