Rússia 3 X 1 Ucrânia

Atualizado: 2 de mar.


Rússia 3 X 1 Ucrânia

Maurilio Galdino*


A torcida mundial está excitada com a partida “Rússia X Ucrânia”... Contudo, a Ucrânia está perdendo o jogo, mas sua guerrilha urbana está se aquecendo para entrar com mais força no segundo tempo.


No primeiro gol a Rússia pegou a defesa dos países do ocidente de surpresa e já controla o território ucraniano. A Rússia ganha na guerra convencional, bélica, também chamada de guerra horizontal ou de ocupação territorial. Mesmo assim, as duas torcidas organizadas, pró e anti-Rússia, estão impacientes. O jogo pode virar a qualquer hora enquanto o presidente Putin não declarar vitória, como fez presidente George Bush Jr. na guerra do Iraque e do Afeganistão. Aliás, A NATO não está querendo falar dessas guerras porque elas foram um fiasco - justamente porque os EUA e a Europa armaram os rebeldes do Saddam Hussein e do Osama bin Laden contra a Rússia e já sabemos no que deu. Mas pelo jeito eles não aprenderam nada, pois os países do ocidente agora estão armando a guerrilha urbana da Ucrânia, que é simpatizante do nazismo mesmo tendo um presidente judeu.


O segundo gol do presidente Putin foi simbólico, parando o avanço da NATO na linha vermelha de seu quintal geopolítico. Ou seja, Putin deixa claro que vai ter guerra se a NATO ameaçar suas fronteiras no Mar do Norte (Suécia e Finlândia), no Mar Negro (Ucrânia) e no Mar Cáspio (Geórgia). A ocupação da Usina Nucleal de Chernobyl também faz parte da guerra simbólica, pois foi depois do acidente nucleal de 1986 que o Império Soviético (URSS) se fragmentou. A mensagem de Putin para os russos é clara: ocupando Chernobyl ele está inaugurando um período de reconstrução da “Nova URSS”.


Depois do susto inicial, a Ucrânia reagiu e marcou um golzinho. Com a ajuda do juiz (NATO), a Ucrânia reorganizou a sua zaga com boicotes econômicos, financeiros e ataca pesado na comunicação de massa, ocupando todo o espaço da Web e forçando o presidente Putin a ficar na defensiva. O juiz da partida também fechou os olhos e fez de conta que não viu as armas do Canada, dos EUA e da Inglaterra matando os russos... Será que o juiz foi comprado pelos judeus que apoiam o presidente da Ucrânia?


Mais um gol da Rússia. O presidente Putin foi obrigado tirar o seu artilheiro nuclear do banco de reservas para consolidar a guerra no final do primeiro tempo.


Pausa do primeiro tempo: a delegação da Ucrânia aceita finalmente de se encontrar com os russos na fronteira da Bielorrússia, pois o segundo tempo dessa guerra ameaça de terminar em pênaltis – onde a Ucrânia leva vantagem se considerarmos que o juiz está puxando sardinha pro seu lado desde o início da partida.


Piada do dia: A Guerra vai ter três mundiais, e o Palmeiras nenhum.


* Maurílio Galdino, cientista político vivendo atualmente no Canadá.

169 visualizações1 comentário