Em 2 de julho de 1823, houve luta, e os baianos expulsaram portugueses que resistiam à independência



Dr. Joaquim Netto*****



Verdade "Nua e Crua"!!!



Por coerência há de se conceituar: independência!!



Dois de Julho!!!



Amanhã, 02 de julho - feriado baiano!!



Dois de Julho aqui na Bahia é feriado!! Um dos mais importantes feriados!! E não por mero acaso. Aqui na Bahia, ao contrário do amistoso grito do Ipiranga em 07 de setembro de 1822, em 02 de julho de 1823, houve luta, labuta e os baianos/baianas expulsaram portugueses que resistiam à independência.



Veja, não fosse esta peleja...



Não fosse a peleja de 02 de Julho de 1823, talvez, não teria se consolidada a independência política brasileira!!



Claro que havia, deveras, na aurora do século XIX, todo um contexto (uma conjuntura econômica/política) que favorecia a independência do Brasil!! A Inglaterra aliada desde os séculos XVI/XVII de Portugal, não fazia parte da Santa Aliança e, nesta época, por seus interesses comerciais, torcia pela independência do Brasil. Os EUA, recém independente, com a doutrina Monroe, foi, por conseguinte, o primeiro país a reconhecer a independência do Brasil, para, em seguida, torna'-lo subserviente.


Isto, contudo, não tira os méritos da peleja dos baianos e baianas naquele dois de julho de 1823!!


E o que significa a independência "pra valer" de um povo?


Que cada cidadão tenha direito à liberdade, à vida, dentre tantos outros direitos.


Com esta carestia aí e aqui na Bahia...


Indago:


Será que a maioria dos trabalhadores/as brasileiros/as são, de fato, independentes? Será?


Milhares de desempregados e desempregadas...


Um trabalhador desempregado tem independência? Não!!


Cadê o Estado independente que nada faz pela nação?


Então...



A luta, pelo jeito, continua!! Uma verdade nua e crua!!!



Joaquim Netto - Médico, Advogado e Filósofo.

196 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo