Não chegarei a terra prometida?

Atualizado: há 4 dias



Ouço o pisado da marcha dos famélicos  seguindo e seguida, sentida e incontida.

Não alcançarei a terra que corre lei e mel, trigo, soja, arroz, milho, feijão e todos os alimentos  saudáveis partilhado,  desenvenenados. Mas ela é o farol da noite amanhecida.


Não desista nem se preocupe que darei a minha contribuição em vida ou não, resistindo e organizando, ou  regando e adubando a terra para fomentar a sementeira na Pátria viva da vida.


Afinal, era a terra, a riqueza e os bens produzidos  que querias  ver dividida.

Será uma pátria grande e para todos, de bom tamanho.


Todos viventes  irmanados, em plena vida, liberdade, partilha, emprego, equidade e o farto pão nosso de cada dia.


Construiremos ombro a ombro num ritual de eterna saudação a quem tem coragem!


ENFRENTESEMPRE!


ALDO SANTOS. PROFESSOR DE FILOSOFIA E MILITANTE DOS MOVIMENTOS SOCIAIS E DO PSOL.

84 visualizações

@ 2020 ABC DA LUTA 

OS TEXTOS PUBLICADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DOS AUTORES