Laudêmio!!



Por: Dr. Joaquim Netto ***



Império/República...



Sucinta retrospectiva...


Laudêmio...


Veja, atenção!! Com acento circunflexo no "e" pois é uma palavra paroxítona terminada em ditongo crescente!!



E que palavrinha, heim?!?


Há muito não ouvia falar, confesso, quiçá quando acadêmico - curso de Direito - nesta palavrinha ou "palavrão"!!


Precisou ocorrer mais um vez um desastre natural na conhecida cidade imperial....Petrópolis!!


Deveras!!


Laudêmio é uma taxa de 2,5% sobre o valor do imóvel que cada morador de Petrópolis até hoje paga aos herdeiros da família imperial/real quando negocia o imóvel no município fluminense de Petrópolis! Absurdo!!


Lembrando que a República, ocaso do império, ocorrera em 1889 (século XIX) no Brasil!!


E estes herdeiros da família imperial brasileira ainda hoje estão por aí, hipocritamente, tendo como bandeira: "Deus, Família, Propriedade..."!!


Mais de 100 mortos nesta mais recente tragédia e nenhum herdeiro imperial (que ainda hoje recebe laudêmio se apresenta, "dá o ar da graça".


Estes herdeiros da princesa Isabel, que era filha de Pedro II, que era filho de Pedro I, que era filho de Dom João VI, que era filho da Maria I (a louca!) que era filha de Dom José I, que era filho de Dom João V, que era filho de Dom Pedro II (Portugal), que era filho de Afonso VI que era filho de Dom João IV que restaurou o Império português e algarves, com a chamada Restauração portuguesa, em 1640 - Dinastia de Bragança e Orleans - esta mesma que até hoje recebe esta abominável taxa conhecida por laudêmio!!


Foi este tal de Dom João IV que, com a ajuda inglesa, colocou fim na "União Ibérica" (Portugal/Espanha) que perdurou por 60 anos, desde 1580.


Ah!! Tem tanto tempo... Isto não mais nos interessa, alguém pode pensar assim. Discordo totalmente!! O Brasil tem quase 9.000.000 de quilômetros quadrados, dentre outros motivos, por causa do Tratado de Tordesilhas, assinado ainda no ocaso do século XV, outros tratados e, claro! graças à "União das Coroas Ibéricas"!!


E agora esta ainda vigente, polêmica taxa conhecida por laudêmio!! Ufa!!


Eita palavrinha mágica!! Ou melhor: "palavrão"!! Credo!!


Parabéns ao deputado fluminense Marcelo Freixo por ter proposto que este laudêmio fosse arrecadado para ajudar as vítimas do desastre e não para encher o bolso destes reacionários descendentes da família imperial brasileira (Dinastia Bragança e Orleans)!!


Abaixo o Império!! Viva a República Federativa do meu, do seu, do nosso Brasil!! Viva!


Laudêmio, eita palavrinha danada, polêmica...


É isso!!



Joaquim Netto - Médico, Advogado e Filósofo.


160 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo