top of page

ESCURIDÃO


Deobaldo Barbosa da Silva***




Eleições de 2018.

O que era temerário virou realidade.

O perigo governa.

Vitória para as trevas e derrota para a luz.

A luz não combina com as trevas.

Onde há luz não há escuridão.

Desta vez, momentaneamente

a escuridão tomou conta do Brasil.

Aumentou o desmatamento

o garimpo ilegal.

Tiraram os direitos dos trabalhadores.

Milhões de pessoas voltam a viver abaixo da linha da pobreza.

Aumenta o preço do gás

da carne

do arroz

do dólar

submetem-se a uma grande potência.

Os falsos nacionalistas se escondem.

Aumenta o fanatismo religioso

o feminicidio.

O racismo estrutural vem à tona.

Há uma pandemia mundial

propõem um auxílio emergencial de duzentos reais.

Aumenta o argumento contra a vacina - negacionistas.

Desrespeito à Ciência.

A ruindade e a maldade predominam

a desigualdade social aumenta.

Não querem escolas, mas dão esmolas.

Não querem o Mais Médicos, propõem armas.

Querem anular a soberania de um país vizinho

e enviar soldados para destruí-lo.

O nosso vizinho retruca com envio de oxigênio para salvar vidas.

A escuridão continua. Até quando?

Os que resistem, persistem como sal terra

fermento na massa e luz do mundo

uma luz no fim do túnel

que pode ser ampliada

e banir a escuridão.


Autor: Deobaldo Barbosa da Silva.

51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Bình luận


bottom of page