DIFERENÇAS.



Deobaldo Barbosa da Silva***


As caravelas aportaram

os nativos as receberam

em uma recepção sem igual.

Amáveis, acolheram

aqueles homens anormais

fedorentos e sedentos

vindos de Portugal.

Os índios os alimentaram

abrigaram-nos em suas moradias

respeitaram a alteridade

sem saber que essa palavra existia.

Com boa recepção, generosidade e real cortesia

que o homem branco não tinha.

Apesar das diferenças

e do choque cultural

os habitantes que aqui viviam

não foram hostis.

Um povo fenomenal

vivia em um paraíso

não conhecia a fome

nem doença viral

Eles andavam todos nus

e não se envergonhavam

mostrando sua inocência.

Tudo era natural.

Reescrevendo a História

sobre o que realmente

se passou

os visitantes se revelaram

destilando o horror.

Implantando o eurocentrismo

impuseram a exploração

forçaram a mão de obra indígena

a satisfazer os desejos

próprios de sua ambição.

Queriam as riquezas da terra

ouro e pau-brasil

enganaram nosso povo

com sua ignorância

e falta de educação.

Manter os povos

originários

em regime de escravidão.

Nossos primeiros habitantes

não aceitaram

e a guerra começou

até os dias de hoje

essa luta não parou.


( Deobaldo Barbosa da Silva - Professor e Poeta).

(Publicada na obra literária de nome: OS VERSOS SÃO O MEU UNIVERSO).

SARASVATI EDITORA).

45 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

PAZ

Rotina