DIA DAS MÃES


Por: Deobaldo Barbosa da Silva*...



Título: A mamãe mamoeiro.


Os mamõezinhos precisam

ficar juntinhos

se abraçando

por mais que queiram livrar-se

um do outro

não conseguiriam.

Nessa fase de crescimento

não estariam suficientemente

maduros

para seguir o próprio rumo ou

destino.

Precisam suportar-se e passar

por um aprendizado.

Um tempo de espera.

Quando amadurecem partem

e num dado momento

percebem que tiveram

acalento, acolhimento

cuidado, carinho e afeto

da mamãe mamoeiro.

Vieram, chuva, sol, vento,

tempestade...mas nada os abalou

nem os pássaros

os consumiram

pois foram protegidos pela

sapiência da mamãe mamoeiro.

Com tanto amor

cresceram majestosos

seguiram a vida.

Vida gerada pela mamãe mamoeiro

que como uma boa árvore

deu bons frutos

que vingaram por não terem

se desprendido do seu caule.


Deobaldo Barbosa da Silva- Professor de História, Escritor e Poeta


Publicado no livro,

OS VERSOS SÃO O MEU UNIVERSO.

Editora Sarasvati, 2021.

104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

LETRAS