top of page

Considerações sobre o concurso público para professores do Estado de São Paulo 2023.


Hugo Allan Matos***


Sobre o concurso público para professores do estado de São Paulo 2023.

A partir da leitura do edital e do espanto negativo que ela me gerou coloco aqui algumas questões que achei extremamente problemáticas: Começa-se por um edital extremamente confuso, extenso e que abusa do juridiques impedindo fácil compreensão.

Questões específicas:

1. O número de vagas por diretoria de ensino é muito menor do que a necessidade real de professores por disciplina que estas diretorias necessitam. E privilegia-se língua portuguesa e matemática em detrimento das ciências humanas e sociais.

2. O maior peso da avaliação do concurso (40 pontos de 100) está em uma vídeo aula de 7 minutos com critérios extremamente subjetivos. Isso é moral e cientificamente repugnável, já que esta avaliação não pode ser realizada a rigor, com critérios objetivos.

3. O conteúdo da FUVEST que será cobrado, desconsidera a especificidade de um concurso de professores e o equipara a um vestibular, o que demanda um tempo muito maior para preparação e dedicação, coisa que professores não dispõem em geral.

4. A classificação para professores contratados (categoria O) a partir desta classificação do concurso.

5. Legitima a reforma do Novo Ensino Médio no Estado de São Paulo, na forma de concepção curricular e na Nova Carreira docente que tem diversos problemas, o principal: remuneração por subsídios.

Estes são apenas 5 problemas gravíssimos que identifiquei, dentre outros tantos menores. Mas só por estes, este certame deve ser impugnado. O Edital deve ser reelaborado sanando estas questões. O mínimo que se espera de um concurso para 15 mil vagas é que os critérios de classificação sejam objetivos e inequívocos.

A meu ver um concurso para jogar mais lenha no caos que estão tornando a educação pública e desestimular professores e possíveis futuros professores. Destruir à educação pública para privatizá-la.


Hugo Allan Matos - Filósofo, Professor de ciencias humanas e sociais aplicadas a cerca de 25 anos. Militante do Coletivo Revolucionário de Libertação (CORDEL), Atua na educação popular no Edupovo, Vice coordenador do CNLB Santo André. Doutorando em Filosofia (UFABC), Mestre em Educação, Pós Graduado em Filosofia História Contemporâneas. Graduado em Filosofia e pedagogia.



Obs. Valorize a comunicação alternativa. Leia, comente aqui ao final do texto, compartilhe com seus amigos/as e seus contatos.

1.151 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo

3 Comments


Hugo Allan Matos
Hugo Allan Matos
May 12, 2023

Me espanta até aqui nenhum comunicado oficial da APEOESP e outras entidades.

Like

Chico Greter
Chico Greter
May 12, 2023

Afinal, qual é a política educacional deste governo? E quem redigiu esse Edital esquizofrênico?

Like

naoperes
naoperes
May 11, 2023

Mais um engodo do Tarciboso e seu Secretino da. Educação: legitima o NEM, a Nova Carreira e a BNCC que vem a reboque. Acaba com os poucos direitos que ainda temos e que foram adquiridos ao longo de décadas de muita luta, precariza ainda mais e privatiza tudo. Até quando vamos resistir... 😡

Like
bottom of page