top of page

BOLÍVIA TAMBÉM FICA CONTRA O GOVERNO NAZIFASCISTA DE ISRAEL.


Alberto Souza ***



Bolívia rompe relações diplomáticas com Israel. Contra os genocídios praticados contra o povo palestino pelo nazifascismo israelense, imitando Hitler, assassino de 6 milhões de judeus.

A própria direita mundial chama o governo de Israel de ultra-direita, isto é, fascista. Racista como o do apartheid da África do Sul.


Segundo a ONU, os genocídios praticados por Israel contra a gente palestina já destruiu a vida de 3400 crianças.


A tendência é o mundo humanista manifestar-se cada vez mais contra os crimes de Israel e os Estados Unidos, maiores genocidas do Planeta após os feitos de Hitler, Mussolini e Franco.


Não tenho dúvidas de que, se for feita uma pesquisa de opinião pública nos cinco continentes, o resultado não será outro senão a condenação do imperialismo americano e seu braço armado no Oriente Médio, assassino de um povo que como qualquer outro quer ter o direito de existir.


A posição dos governos da Bolívia e Colômbia é um exemplo a ser seguido por outros países. É a América Latina começando a chamar o mundo para que se posicione contra o nazifascismo, como se deu nos anos 30-40.


Alberto Souza. Ativista sindical e ex-vereador em SBCampo

89 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page