As Ciências Humanas e a Filosofia: a propósito do “Dia do Filósofo”


(Prof. Chico Gretter)*

Segundo o professor e doutor em Educação Antônio Joaquim Severino a Filosofia não pode ser tratada como uma "Ciência Humana" (no sentido Moderno do conceito...), pois a FILOSOFIA é um Saber que perpassa todos os saberes e práticas com a tarefa de investigar e questionar os fundamentos dos saberes e das práticas morais (reflexão Ética), das ciências (Epistemologia), das artes (estética), da política (Axiologia) e do próprio Conhecimento enquanto tal (Teoria do Conhecimento, Filosofia da Linguagem, Lógica...). Aliás, a Filosofia é o único saber que, no ato da Reflexão, pergunta sobre o significado de si mesma, é o pensamento que se questiona no espelho que o reflete.


Aqueles que colocaram a Filosofia na Área das Ciências humanas o fizeram de propósito, o fizeram para provocar mais uma vez o EXÍLIO DA FILOSOFIA, buscando a sua redução a um psicologismo e um sociologismo inaceitáveis! A Filosofia vai além, ela é muito mais ampla e profunda do que o tratamento dado por alguns de seus vulgarizadores que dão show nas redes sociais, como o Youtube, o Facebook, etc., atraindo milhares de seguidores. Alguns desses “filósofos das mídias sociais já estão filosofando até no Twitter, no Tik Tok! Se por um lado ajudam a popularizar temas filosóficos, muitas vezes não passam de canais de autoajuda ou simples jogo de retórica sofista para ganhar dinheiro fácil. A Filosofia só perde com isso.


A Filosofia, como afirma o Prof. Severino e outros filósofos que levam a sério a disciplina, com quais concordo plenamente, é muito mais ampla e profunda do que esses reducionismos. A Filosofia e o filosofar não são uma "ciência humana", ela é um Saber; mas um saber que trabalha nas fronteiras de todos os saberes e práticas, inclusive das religiões, dos mitos e do senso comum. Nenhum saber consegue isso, embora alguns tentem, como a Teologia ou mesmo as ideologias que são muitas! Por essa amplitude e profundidade alcançada pela Filosofia e pelo filosofar é que a nossa "disciplina" é perseguida, desqualificada, tolerada, ignorada e até mesmo tratada como "a rainha das ciências" de forma hipócrita pelos positivistas e por todos os que defendem o tecnicismo pedagógico e o cientificismo.


A Filosofia não precisa de caridade, de consolo ou um de "cantinho" para se aquecer na Área das Ciências Humanas. Precisa apenas de respeito pelo que é e tem sido em sua história, desde o dia em que Sócrates disse na Ágora de Atenas: "Eu sei que nada sei"! E por saber que nada sabia, ele se perguntou: "Ora, então sei alguma coisa, enquanto esses "sábios" pensam que sabem, mas eles é que pouco sabem das coisas." ("Em defesa de Sócrates" - Diálogos de Platão...). Assim nos tratam e assim são os "sábios" do neoliberalismo, da "educação empresarial", do "todos pela educação", da grande mídia neoliberal e mercantilista do governo João Dória e Rossieli, que seguem a mesma cartilha de Paulo Guedes/empresários/banqueiros e sua turma de abutres do capital perverso.

A educação não é mercadoria e a Filosofia jamais aceitará nenhum dos reducionismos ou o exílio a que sempre tentam jogá-la, pois o pensar que se move de forma crítica e autônoma derruba milhares de tanques, sejam as chaleiras ridículas do “Bozo” em Brasília, dias atrás, sejam as "máquinas de guerra" do empresariado neoliberal e do tucanato paulista! A condenação à morte de Sócrates de Atenas foi uma grande injustiça, mas não foi em vão! Seus discípulos continuam a mesma luta pela autonomia da Razão! Viva os/as filósofos/as, viva a Filosofia, viva os amantes do sabe!


São Paulo, sexta-feira, 13/08!2021

*Prof. Chico Gretter, filósofo, mestre em educação pela USP, diretor da APROFFESP e principalmente: 35 anos no chão das salas de aulas da Pauliceia Desvairada filosofando com nossos/as jovens da rede pública e particular!

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo