top of page

ARACAJU


Deobaldo Barbosa da Silva ***


Vi Bem-ti-vi

anu

sabiá

gaivotas

gavião

araras no cajueiro,

ganhamus

aratu

caranguejo

e

siri.

Na passarela do caranguejo

há forró do cariri.

Lugar de solo sagrado

festança por todos os

lados,

entretenimento

cultura.

Há muita fartura,

fome não haverá mais

se os que governam

diminuirem as desigualdades sociais.

Os visitantes se encantam

dançam

mergulham no oceano - atlântico.

Encantam-se com o projeto tamar.

A fruta mais saboreada é o suco de mangaba, seguida por genipapo, goiaba e maracujá.

Há muita uva por lá.

O caju é degustado, a jaca saboreada, juntamente com as mangas rosas e espada.

O menor estado do Brasil

o céu azul cor de anil

presenteia-nos com sua formosura

gente da periferia com seus

gestos de ternura como é a profetisa - Maria José do Nascimento.

Clássica e não vulgar

a cidade foi planejada

e é arborizada

ajuda-nos a respirar

e refrescar a alma

com a brisa vida do mar.

Lugar mais lindo não existe

ao usarmos um coletivo

contemplamos o rio Sergipe.


Deobaldo Barbosa da Silva ( Professor de História e Poeta).

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page