Alberton o combatente incansável da liberdade, do socialismo e da felicidade humana.


João C Novaes Luz*....





Faltam palavras, sobram lições e exemplos. Do combatente incansável por uma sociedade mais justa, fraterna e humana. Poucas pessoas defendiam a causa do socialismo e da felicidade humana com tanta sinceridade como o Alberton.


Seja como professor, vereador e dirigente político, Alberton era um dos raros. Aquele que a gente sabe que é nosso. Nenhum dinheiro, benesses , cargos ou qualquer outro bem compravam sua liberdade, convicções e ideais.


Poderíamos divergir de Alberton e muitos amigos e companheiros divergiam e muito, mas jamais deixavam de respeitar seu compromisso com o povo, as causas da classe trabalhadora e da humanidade.


Tinha muita paciência para o diálogo com a juventude, e uma esperança infinita nela, o que sempre demonstrava nos seus atos e gestos.


Alberton foi um grande internacionalista. Um dos dirigentes brasileiros que tinha acesso direto ao alto comando das Farcs, desde Manuel Marulanda à nova geração que migrou da guerrilha para o acordo de paz e o partido político.


Alberton ajudou a trazer à Apeoesp e Zona Leste palestrantes e dirigentes como o Padre Olivério Medina e outros dirigentes da guerrilha.


Ele sempre observava que o caminho da guerrilha foi um dos poucos caminhos de luta que restaram, numa Colômbia militarizada entre o narcotráfico e as forças militares e paramilitares de direita.


Falava de suas peripécias do Brasil à Europa para chegar em segurança até acampamentos e territórios de controle da guerrilha em solo colombiano.


Como parlamentar o Alberton foi um vereador muito coerente e combativo, poderia pecar pelo excesso, mas jamais pela omissão nas grandes discussões da esquerda local, nacional e global.


Alberton foi um parlamentar que não se rendeu à burocracia e as benesses do pequeno poder que tantos se perdem ou se rendem.


Poderia ter atingidos outros espaços e mandatos, mas nunca se deixou levar pelo conchavos da burocracia e do caminho fácil da institucionalidade burguesa.


Alberton deixa a lição da coerência inabalável com suas ideias, o compromisso com o povo, a Cultura, a Educação pública e as lutas populares. É exemplo do grande devir de um revolucionário.


No último encontro que tivemos, falamos dos desmandos na secretaria de educação municipal, da Palestina, das esquerdas latino-americanas e seu ressurgimento no voto e no movimento social.


Apesar das contradições e limitações, ele continuava a esperançar com um virada das forças progressistas como diria o velho Paulo Freire.


Falava muito dos impasses para termos unidade do campo popular no Brasil e apoio ao Lula como caminho para derrota a Bolsonaro, à extrema direita e ao bolsonarismo.


Alberton foi leal até o fim no seu compromisso com o povo, a juventude e os mais pobres.


Alberton, presente hoje e sempre! ✊


João C Novaes Luz - Militante dos Direitos Humanos e Assessoria sindical

84 visualizações0 comentário