top of page

A fome gera a violência extrema

Atualizado: 21 de mai. de 2023


Laismeris Cardoso de Andrade***



É preciso valorizar a vida para combater a violência.

É preciso erradicar a miséria para combater a fome.

A fome gera a violência extrema.

A fome é uma tortura angustiante, uma desgraça, e ela dói.

Ela esmaga a dignidade, ela compromete o desenvolvimento das crianças e adultos e cria gigantes feras.

Não tem como ser humanos, quando ronca a barriga frente a uma vitrine de doces, pães e carnes.

Não tem como ser humano, ao chegar em casa e nada para comer.

É doloroso para uma mãe quando responde ao filho: “- O pão acabou...”. Debilitados vão dia seguinte para o trabalho.

Lembro a figura do “Jeca Tatu”.

Representava o “amarelão”. Dormia muito, era tido como vagabundo.

Na verdade, o modelo de carência alimentar, o modelo da fome no campo, com pastos ociosos....

Este é o retrato do Brasil, violência extrema, políticas públicas deterioradas, enquanto morrem crianças e adultos. Jecas nos campos, Jecas na cidade, nas ruas, protagonizando o cenário nos moldes do capitalismo selvagem.



Laismeris Cardoso de Andrade - Diretora Regional do Centro do Professorado Paulista. Tesoureira Geral, da Associação do Professores/as de Filosofia e Filósofo do Brasil.

Secretaria Geral do CPP





225 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 commento


naoperes
naoperes
22 mag 2023

Tantas tecnologias... Pra quê? Se o ser humano, na sua estupidez, não é capaz de responder às necessidades básicas de sobrevivência de de seus iguais...


Mi piace
bottom of page